Perguntas Frequentes Brevets des Randonnneurs Mondiaux2017-11-21T14:11:58+01:00
Quero participar num Brevet de 400 ou 600 km não tendo realizado as distâncias inferiores?2018-06-03T00:42:05+01:00

Se nunca participou em quaisquer Brevet não poderá inscrever-se pela primeira vez num Brevet de 400 ou 600 km. Estas inscrições representam um risco potencial adicional que não queremos correr.

Caso no ano anterior tenha concluído um Brevet de 400 ou 600 km, respetivamente, e este ano não realizou um dos Brevets de distância inferior, não sendo este comportamento recorrente, a sua inscrição será aceite.

Does the ride include the need to use ferries?2016-11-26T00:25:09+01:00

Yes.  PAT 1200 will include two ferries trips: one from Lisbon to Seixal and another from Setúbal to Tróia.

The first ferry – from Lisbon to Seixal – will be exclusive for PAT 1200 riders and the ticket price is included in the entry fee.

Also included in the entry fee is the ticket for the second ferry – from Setúbal to Tróia. Please note that this ferry is not exclusive for PAT riders so tickets will be provided to participants during the bike check. If you lose this ticket, you may however, buy another one at your expense in the ferry departure location.

What do I need to do at the controls?2016-11-26T00:23:43+01:00

In order to be finish the event successfully you need to follow the route as per the route sheet and obtain stamps at the designated controls.

The opening and closing times for each control will be indicated on your brevet card.

“Secret controls” – to ensure no shortcutting – may be established at PAT 1200 .

Some of the control checks will be in the form of an “information control question”, so a pen to record the answer is required.

Riders who lose or not fill completely the brevet card will be DNF’ed

Will there be a bag drop service?2016-12-01T00:24:54+01:00

Yes, Included in the registration fee.

Riders’ drop bags will be carried out from the start to the sleep controls at Loulé and Évora and back to Lisbon.

Drop bags cannot weigh more than 5 kilograms per bag. Two bags are allowed per Randonneur, one for Loulé (this one will not follow the route to Évora) and another for Évora.

No bike cases, spare bikes or wheels will be transported.

All bags must have a nametag on the bag so that the name of the owner is easily recognized from a distance. The nametag must include the rider full name, contact telephone and the home address.

You are not expected to have in the drop bag items that are fragile or valuable… as we will not be responsible for any loss of drop bags or their contents.

Is the route hilly or flat?2016-12-01T00:26:55+01:00

Although mostly held in Alentejo – the flatter part of Portugal – PAT 1200 is not “pan flat”.

Alentejo is a region of never-ending rolling hills so expect a terrain that is hilly in parts and in some areas quite remote and unpopulated.

Will there be rider tracking during the event?2016-11-25T23:50:56+01:00

No…. at least a fancy one with Spots and the like.

What about bicycle lights?2017-08-30T20:32:00+01:00

The lighting requirements are basically very simple:

  • Two independent (with distinct power sources) front lights and two independent (with distinct power sources) rear lights must be available for use (i.e. attached to the bicycle or carried)
  • One of each front or rear light must be fixed to the bicycle or to a secure accessory (e.g. a rack or handlebar, stays, fork,..).
    At night or at times of low visibility at least one front light and one rear light must be switched on.
  • The front light must have a beam white in color and clearly visible from a distance of at least 120 meters to oncoming traffic. The front lightning system must be able to illuminate the road at least 20 meters ahead of the bicycle.
  • The rear light must be red in color and clearly visible from a distance of at least 120 meters. The flashing mode cannot be used.

One power source can power a front and a rear light.

We strongly recommend bringing a headlamp as you will ride on roads without street light.

On PAT 1200 bike check your lights will be checked.

What type of reflective vest is needed?2016-12-01T00:35:06+01:00

A reflective vest compliant with CE 471 or CE 1150 markings for reflectivity standard is obligatory to be used at all times during riding in PAT 1200. This means that you are required to wear the reflective vest “day and night rain or shine, at all times, no exceptions”.

Normas CE dos coletes refletores

Normas CE dos coletes refletores

Will I have to wear a helmet?2016-11-25T23:40:57+01:00

Yes. At all times when riding.

What are the rules and regulations that apply to PAT 1200?2017-09-01T22:32:44+01:00

The PAT 1200 is organized under the auspices of the Randonneurs Mondiaux and Randonneurs Portugal rules.

Major rules applicable are:

  • PAT 1200 entrants can use only machines that are solely human powered;
  • Randonneurs can only take the draft of other Randonneurs that participate in the PAT 1200;
  • No individual Randonneur support is allowed except at the control points. Riders using personal support must declare that before the start.
  • Any PAT 1200 Randonneur getting personal support in-between the controls will be disqualified;
  • All PAT 1200 Randonneurs must have a front lighting system with a beam white in color and clearly visible from a distance of at least 120 meters to oncoming traffic. The front lightning system must be able to illuminate the road 20 meters ahead of the bicycle. The front lighting system must remain affixed to the bicycle for the duration of the event. A complete back-up front lighting system must be carried too all times during the brevet.
  • All PAT 1200 Randonneurs must have a rear taillight/lighting system red in color that remains affixed to the bicycle for the duration of the event which is clearly visible from a distance of at least 120 meters. A complete back-up rear taillight/lighting system must be carried too. The flashing mode cannot be used.
  • All PAT 1200 Randonneurs must wear – at all times day and night- a reflective vest or jacket with CE 471 or CE 1150 markings for reflectivity standard. Additionaly you bring with you an emergency space blanket. Hydration system or backpack must be worn under the reflective vest.
  • PAT 1200 Randonneurs riding without an approved helmet or reflective vest/jacket will be disqualified.
  • Recumbent Randonneurs may adapt the above reflective safety requirements so that it the vehicle will be easily seen from all directions by other road users.
  • PAT 1200 Randonneurs must be polite and respectful of all event volunteers.

If you have any query regarding these statements, do not enroll,  please ask beforehand we will be very willing to clarify.

Quais os requisitos das luzes (trás e frente) para participar num Brevet?2017-05-16T09:04:05+01:00

Os Randonneurs Portugal encaram a segurança de forma muito séria. Quando num bike check temos dúvidas da segurança que um sistema de iluminação proporciona optamos sempre, sem exeções, por não o passar.

Independentemente da marca, modelo e alimentação (Pilhas, bateria ou dínamo).

Luz da frente:

  • Branca;
  • Durante o Brevet sempre fixada na bicicleta;
  • Tem de ser claramente visível a 120 metros para veículos em sentido contrário;
  • Tem de iluminar de forma clara a estrada a 20 metros a frente do Randonneur.

Nos Brevets/SR/Randonnées com períodos substanciais de navegação noturna (tipicamente 400 e 600 km+), terá de ter consigo uma luz funcional da frente de backup.

Luz de trás:

  • Vermelha;
  • Durante o Brevet sempre fixada na bicicleta. Alinhada paralela à estrada;
  • Sempre em modo fixo/constante. Nunca em modo intermitente/flashing;
  • Tem de ser claramente visível a 120 metros.

Nos Brevets/SR/Randonnées com períodos substanciais de navegação noturna (tipicamente 400 e 600 km+), terá de ter consigo uma luz funcional de trás de backup.

Duas sugestões:

  • Considere obter uma luz de dínamo pois garante fiabilidade, qualidade e segurança difícil de igualar;
  • Traga uma luz de capacete. Útil para tarefas de navegação e para conseguir fazer alguma reparação de emergência na estrada.
Vou participar num Brevet. Um amigo meu pode acompanhar / circular no percurso de mota /carro / bicicleta?2016-10-27T01:37:05+01:00

Exeção feita a veículos de voluntários que suportem o Brevet não poderão existir outros veículos a circular no percurso. Ou seja no percurso de um Brevet  não podem existir veículos associados aos / relacionados com / a acompanhar os randonenurs independentemente do motivo, expeto numa situação limite de desistência. Os BRM são eventos com uma lógica individual, autónoma e auto suportada entre os participantes.

Relacionado com esta questão está também a circulação de randonneurs  “acompanhados” por ciclistas não participantes no Brevet. Este tipo de iniciativa não se enquadra no espírito dos Brevets des Randonneurs Mondiaux. Verificando-se os Randonneurs inscritos “acompanhados” não terão o seu brevet homologado e não poderão participar em futuros.

O que tem de fazer para participar num Brevet organizado pelos Randonneurs Portugal?2016-10-25T22:53:07+01:00

Consulte a informação desta página | Aqui

Os cartões de percurso são devolvidos aos randonneurs?2016-10-25T22:53:07+01:00

Sim, depois de homologados pelo Audax Club Parisien, serão devolvidos por correio postal, numa data posterior ao BRM, sendo esta variável de acordo com a disponibilidade dos voluntários que organizam o Brevet.

Até quando posso inscrever-me num BRM?2016-10-25T22:53:07+01:00

Depende dos voluntários organizadores do Brevet.

Regra geral até 6 dias dias antes da data do BRM,  ou numa data anterior, quando o número de participantes esgotar a capacidade logística dos voluntários organizadores do Brevet.

Em todos os Brevets não podemos aceitar inscrições “in loco” no dia do BRM.

Há alguma diferença entre os participantes que chegam antes e os que chegam depois?2016-10-25T22:53:07+01:00

Não. Os Brevets des Randonneurs Mondiaux são eventos de cariz individual, lúdico-desportivos, não são eventos competitivos.

O tempo que o participante leva a concluir o BRM não é relevante. Apenas deverá concluir o Brevet dentro do tempo máximo de acordo com a distância do BRM.

Os tempos limite para concluir variam em função da distância: 13h30 (200km), 20h (300km), 27h (400km), 40h (600km),  75h (1000km) e 90h (LRM 1200km).

Se tiver uma avaria na bicicleta pode contar com ajuda externa?2016-10-25T22:53:07+01:00

Não. Apenas pode contar com ajuda de outros participantes do Brevet. Pode, no entanto, recorrer a serviços e peças de lojas ao longo do percurso.

Não pode “telefonar” para que lhe venham resolver o problema com que se deparou.

Como são identificados os participantes durante o BRM?2016-10-25T22:53:07+01:00

Pelo Cartão de Percurso, com o nome do randonneur e pelos carimbos dos postos de controlo comprovando as passagens, bem como por um documento de identificação civil (BI, Cartão de Cidadão ou Carta de Condução).
Nos brevets dos Randonnneurs Portugal não se pode circular com placas, dorsais, ou outro tipo de identificação que configure a participação num evento competitivo.

Que tipos de bicicletas participam nos BRM?2016-11-30T23:24:14+01:00

Qualquer veículo de propulsão humana (bicicleta, triciclo, tandem), devidamente equipado com luz vermelha traseira (em modo fixo sem piscar), luz branca dianteira.

O Randonneur pode pedalar utilizando parte substancial da faixa de rodagem?2016-11-05T21:42:39+01:00

Não. Somente em situações excepcionais e temporárias.

Esta particularidade deriva de um motivo que não está relacionado com o facto do código da estrada português permitir a circulação a par.

  • De acordo com o ordenamento jurídico português os brevets são “eventos organizados” e como tal não podem, em nenhuma circunstância, constituir um constrangimento ao trânsito automóvel, isto porque os BRM ocorrem em estradas abertas ao trânsito, sem policiamento, e sem implicar restrições à circulação automóvel.

Esta especificidade, como é evidente, não visa retirar os direitos de circulação na estrada pelos Randonneurs, visa garantir que possamos continuar a organizar brevets em Portugal.

  • Deve manter-se permanentemente à direita, evitando ultrapassar outros randonneurs. não ocupando a faixa de rodagem sem uma justificação atendível.

É imprescindível estar ciente de que durante um BRM podem ocorrer acidentes mais ou menos graves.

  • Procurando minimizar este risco, o cumprimento absoluto das regras de trânsito é uma condição de participação no BRM (sinais vermelhos, prioridades nas rotundas, circulação à direita em “pace-line”,etc..).

Se considera que não o consegue cumprir estes requisitos pedimos-lhe que não participe nos BRM.

Um Randonneur pode receber alguma ajuda externa?2016-10-25T22:53:07+01:00

Não. O participante do Brevet tem de ser auto-suficiente.

No percurso apenas pode receber ajuda de outros randonneurs.

Não pode “chamar” alguém para lhe dar suporte “na estrada” excepto se com essa acção desistir do BRM.

Ajuda externa de qualquer tipo resulta na:

  • Desclassificação do randonneur nesse brevet.
  • Impossibilidade de participar em qualquer BRM organizado pelos Randonneurs Portugal.

Durante o percurso o randonenur pode:

  • Parar em restaurantes, oficinas, etc.. procurar comida, peças para reparar a bicicleta, etc.
  • Nos Postos de Controlo pode contar com apoio de familiares, amigos, etc.
Em caso de engano no percurso do BRM pode regressar ao ponto onde se deixou o percurso de carro?2016-10-25T22:53:09+01:00

Não. Em nenhuma circunstância pode o randonneur deslocar-se de carro enquanto participar no Brevet.

Os BRM têm valores de inscrição?2016-10-25T22:53:09+01:00

Sim todos têm.

O valor poderá variar com o organizador, com a distância do BRM e eventualmente com serviços adicionais de suporte aos randonneurs nos Postos de controlo em BRM de maior quilometragem.

O que “ganha” em participar num Brevet Randonneur Mondial?2016-10-25T22:53:09+01:00

Não ganha nada para além de:

  • A satisfação de conseguir percorrer longas distâncias de bicicleta aumentando a sua auto-estima enquanto randonenur;
  • Conhecer locais de bicicleta que habitualmente não conheçe ou que conhece mas agora noutro ritmo;
  • Aumentar o seu conhecimento e experiência nas distâncias de brevets que concluir;
  • Ser reconhecido como Randonneur pelo entidade que nacionalmente organiza brevets e pelo Audax Club Parisien, entidade que internacionalmente homologa brevets de longa distância.

Ser reconhecido em qualquer lugar do mundo como Randonneur… (Faça uma pesquisa no Google e perceba a abrangência do Randonneuring pelo mundo)

Qual é o perfil típico de um Randonneur/Randonneuse?2016-10-25T22:53:09+01:00

Os BRM atraem perfis diversificados, em termos de idade, forma física, e objetivos. Aspetos como o conhecimento e a resiliência do randonneur associados à autonomia, conforto e durabilidade do equipamento utilizado são essenciais.

Estas características colocam em 2º plano “habituais” preocupações de quem aborda o “andar” de bicicleta de forma competitiva como a velocidades médias, peso da bicicleta, forma física, gadgets tecnológicos, etc..

Qual a diferença entre Brevets Audax e Brevets Randonneurs Mondiaux?2016-10-25T22:53:09+01:00

BREVETS RANDONNEURS MOUNDIAUX – Brevets exclusivamente nas distâncias de 200, 300, 400, 600 e 1000 kms. São brevets percorridos em autonomia em que o participante percorre o trajecto individualmente e com andamento livre, sendo homologados pela Audax Club Parisien.

Em Portugal os Randonneurs Portugal são o organizador de referência, reconhecido pelo Audax Club Parisien, para promoção de Brevets Randonneurs Moundiaux.

Designações como “Brevette / Maratonas de estrada / Longões / Desafios / Ultras / Audaces /Lès a Lés /Travessias” são eventos próprios de quem os promove, não são nem homologados, nem reconhecidos internacionalmente. Na generalidade dos casos procuram diretamente confundir-se com “AUDAX”, “BREVETS”, “BRM”,  por serem designações mundialmente reconhecidas como sinónimo de “longa distância” não competitiva.

BREVETS AUDAX – Brevets exclusivamente nas distâncias de 100, 200, 300, 400, 600 e 1000 km homologados pela Union des Audax Française.

São brevets sempre percorridos em grupo com um capitão de grupo que garante que todos os participantes acompanham o ritmo que pode ser de 20, 22,5 ou 25 km/h. São brevets de andamento controlado com paragens de grupo planeadas e com neutralizações nocturnas.

Em alguns países, casos da Inglaterra, Irlanda, Japão, Brasil, o termo “Audax” “Audax Riding” é genericamente utilizado como sinónimo de “longa distância não competitiva”, estando na prática na generalidade dos casos a referirem-se a Brevets Randonneurs Mondiaux. A fórmula Audax é também utilizada noutras modalidades como a corrida, o esqui de fundo, natação e a canoagem.

O diferencia os Brevets des Randonneurs Mondiaux de outros eventos?2016-10-25T22:53:09+01:00

Antes de tudo quem neles participa. Embora em Portugal ainda sejam recentes os BRM, tem uma história e tradição que remonta ao fim do sec XIX. Hoje em dia é possível pedalar Brevets em mais de 61 países. Atualmente é movimento internacional, originário em França e em Itália. São eventos de organização simples, balizados pelas regras internacionais dos BRM, o que não significa descuidada e pouco profissional, promovidos de forma uniforme utilizando exactamente as mesmas regras e princípios em todo o mundo.

Espírito “Randonneur” O que significa?2016-10-25T22:53:09+01:00

É uma abordagem de participação nos brevets associada a uma postura não competitiva, propicia à criação de um espírito de entreajuda entre os randonneurs e em que o objectivo é concluir a distância do BRM e não chegar em “1º lugar”.

Se procura a competição com outros participantes encontrará outros eventos para participar, não nos BRM.

Para um “ciclista” que deseje ser reconhecido como “ciclista de longa distância” – Randonneur, os BRM são dos únicos eventos homologados e reconhecidos internacionalmente através de organizadores nacionais,  do representante nacional do Audax Club Parisien e dos Les Randonneurs Mondiaux.

O que é um BRM – Brevets des Randonneurs Mondiaux?2016-10-25T22:53:09+01:00

São eventos não competitivos, em que o randonneur tem de percorrer o percurso pré-definido, por sua conta e risco, individualmente podendo circular em grupo, e em autonomia total.

Não é permitida assistência no percurso, nem a circulação de carros de apoio, excepção aos Postos de Controlo.

No final dos BRM não existem classificações por tempo ou qualquer outra, nem prémios, nem pontos por participação.

“Rando”, “Randonneurs”,” Randonneuring”… O que é?2016-10-25T22:53:09+01:00

É uma comunidade internacional de “ciclistas/cicloturistas” de longa distância em que o espírito não competitivo, a autonomia, a solidariedade e a segurança são valores basilares de quem participa.

Um Randonneur é um cicloturista / um ciclista que, de forma não competitiva, em autonomia e de forma solidária, percorre longas distâncias de bicicleta.

Retirando o carácter competitivo à palavra “ultra-distância”, um randonneur é um “ultra-cicloturista” não competitivo.

Junte-se aos Randonneurs Portugal

Os Randonneurs Portugal representam o Audax Club Parisien e promovem em Portugal Brevets Randonneurs Mondiaux (BRM). Organizamos brevets exclusivamente para associados, não para o público em geral.
Associe-se aos Randonneurs Portugal