Alqueva 400 @ 2019

Atualizado: 2019/04/15

Pelas terras do grande lago…

Por dentro do Brevet…

O Alqueva 400 é o Brevet des Randonneurs Mondiaux que os Randonneurs Portugal organizam rumo ao Alentejo profundo, com saída de Vila Franca de Xira, às 00:00 (noite de sexta para sábado).

Não podendo atravessar o rio Tejo de varino, saímos como habitualmente pela “lomba” da Ponte Marechal Carmona…

Numa noite de sexta-feira todo o cuidado é pouco, especialmente nos primeiros 50 km até Pegões. Para além das obrigatórias luzes e colete refletor, adicionar uns “refletores de tornozelo” diminui a probabilidade de termos percalços graves… A avaliar pelo ar incrédulo de alguns automobilistas, que esperam tudo menos encontrar randonneurs florescentes a pedalar a estas horas, parece estar a resultar.

Trinta ondulantes km e chegamos a Montemor-o-Novo, um dos locais possíveis para retemperar as forças para continuar a pedalar noite dentro, daqui em diante a EN 114 levar-nos-á às portas de Évora. O adiantado da hora impede-nos de encontrar calorias de qualidade…pelo que o pão de Rala e as queijadas ficarão para outro momento menos madrugador.

Ziguezagueando pelas rotundas da zona industrial de Évora, que a esta hora de industrial tem muito pouco, encontramos a EN 18 que km após km nos afasta da cidade e do seu clarão de luz. Rapidamente circulamos entregues a nós próprios no meio das retas intermináveis da planície alentejana, um lugar ímpar para quem gosta de pedalar de noite.

De quando em quando encontramos um automóvel, recordando-nos que não estamos sozinhos na estrada e que o melhor é agir como se estivéssemos numa estrada “normal”, pois “o seguro morreu de velho”. Pela EN 256 somos levados a Reguengos de Monsaraz, onde chegamos ao km 153, terra de cromeleques e menires difíceis de vislumbrar com as nossas luzes que, ainda assim, cumprem a sua função e nos permitem ver por troços de estrada escuros como breu.

Com o raiar do dia somos contemplados com uma das vistas que vale a pena guardar para a posteridade – o raiar do dia no Alqueva. Os últimos km até chegar a Mourão são deslumbrantes!

Em Mourão ao km 175, encontramos o nosso 2º posto de controlo. Se estivermos a gerir bem o nosso tempo, comemos e descansamos um pouco. Saímos em direção a Moura pela margem esquerda do Alqueva. Neste percurso teremos de ultrapassar alguns troços mais inclinados, até que ao km 210 chegamos a Moura, o 3º posto de controlo e mais um local que remonta ao séc. XII, ao qual vale a pena regressar.

Em Moura, é o momento de virarmos as bicicletas para casa pois, até agora, afastámo-nos sempre. É com esse pensamento e algumas calorias adicionais que voltamos à estrada.

Rapidamente estamos na Vidigueira, prontos para chegar ao Alvito. Seguimos agora pela EN 257 em direção a Viana do Alentejo, para chegar a Viana do Alentejo, o 4º posto de controlo do Brevet.

Já passaram por nós 277 km e agora é realmente importante gerir o esforço para chegar em boas condições, pelo que uma paragem para comer comida “real” não é má ideia. Saímos de Viana reconfortados pela paragem, mas cientes de que os 50 kms até Montemor-o-Novo são “sui generis”, se por um lado são globalmente planos, a sua orientação a norte deixa antever vento contra o que, culminando com dois topos a 15% após passarmos a vila de Alcáçovas, faz com que o melhor mesmo seja pedalar com calma.

Ao km 327 estamos novamente em Montemor-o-Novo… há umas horas quando por aqui passámos estava tudo mais escuro. Seguimos até Vendas Novas onde encontramos mais algumas calorias extras, libertando-nos de barras e géis.

Por estradas conhecidas passamos por Pegões, Vila Franca de Xira está cada vez mais perto. Nesta fase o cansaço faz-se sentir, o que conjugado com o aumento do trânsito requer um esforço adicional para chegarmos sem percalços e em segurança.

Com a aproximação a Samora Correia faltam os últimos 10 km que, embora não sejam os mais cénicos do brevet, também não são os mais difíceis de percorrer. Olho vivo e cautela na travessia da reta do cabo e já estamos novamente em Vila Franca de Xira… onde aproveitamos para tomar um duche e pensar em descansar…. E agora mesmo estávamos nas terras do grande lago…

Data limite de inscrição | 27 de abril de 2019

Vagas neste momento | 0

Data e hora de realização | 04 de maio de 2019 / 00:00

Carregando mapa ....

Cue sheet | Entregue aos Randonneurs inscritos no Brevet

Localização dos postos de controlo | Vila Franca de Xira, Mourão, Moura, Viana do Alentejo, Vila Franca de Xira

Tempo limite | 27 horas

Encerramento do posto de controlo de chegada | 03:00 | 06 de maio de 2019

BASE

10Base
  • Cue sheet
  • Track de GPS
  • Cartão de percurso

MAIS

20Mais
  • INCLUI BASE MAIS:
  • Medalha personalizada do Audax Club Parisen

Inscrição

Brevet lotado, workers ride ou as inscrições ainda não estão/já não estão disponíveis